Notícias

Fora do Consórcio Intermunicipal, Diadema perderá verbas para corredores de ônibus

Diadema saiu oficialmente do Consórcio Intermunicipal ABC e os prefeitos já começam a excluir o município de projetos. A cidade deve ser retirada do Plano de Mobilidade Regional e das verbas que devem ser liberadas pelo Governo Federal no âmbito do Avançar Cidades, o novo PAC – Programa de Aceleração do Crescimento, da era Temer.

Os projetos envolvem corredores de ônibus que ficariam nas avenidas Dona Ruyce Ferraz Alvim, Casa Grande, Antônio Dias Adorno e Piraporinha, integrante do eixo Leste-Oeste, que seria ligado a um corredor em São Bernardo do Campo.

Para executar os planos executivos de obras dos corredores de ônibus e começar as intervenções, a cidade Diadema agora tem como alternativas fazer a solicitação separada para o Governo Federal, inclusive no Avançar, ou remanejar as verbas e retirar os recursos do Tesouro Municipal, hoje comprometido em quase 60% somente com folha de pagamento. Contanto, com outros gastos obrigatórios pela Constituição, como saúde, educação e previdência, sobrariam apenas 2% da arrecadação.